Como investir no Tesouro Direto para se aposentar em 20 anos

investimento para aposentar

 

Deseja iniciar seus investimentos para a aposentadoria o quanto antes? Antes de escolher a previdência privada, saiba sobre outra ótima alternativa. O Tesouro Direto pode oferecer retornos maiores que a previdência, inclusive se você tem bastante tempo até retirar seu investimento.

Isso acontece porque em fundos de previdência privada, para que um gestor possa tomar decisões para você são cobradas altas taxas de administração e carregamento, que pode fazer você perder dinheiro. Ao optar por investir no Tesouro Direto, o retorno é normalmente maior pois os custos para investir são significativamente menores, mesmo descontando o imposto de renda.

Quando se aplica no Tesouro Direto, você empresta dinheiro ao governo e por isso é remunerado. De acordo com consultores financeiros, a chance do governo não te pagar são próximas de 0%, mesmo quando a economia está conturbada, o que torna o Tesouro Direto o investimento mais seguro que existe.

Para que alguém possa aplicar no Tesouro Direto, primeiro é necessário abrir uma conta em uma corretora, no entanto, depois é possível você mesmo gerenciar seus investimentos no site. Por conta disso, é preciso primeiro entender como os títulos públicos funcionam antes de fazer qualquer investimento.

 

 

O Tesouro IPCA

 

O site do Tesouro Direto possui uma lista de diferentes títulos com as suas devidas remunerações. Os títulos ordenados ao IPCA, denominados “Tesouro IPCA+”, são os melhores títulos para quem está poupando para a aposentadoria.

O IPCA é um título com a rentabilidade vinculada a variação do IPCA (é considerado o índice oficial de inflação do país), acrescida de uma taxa de juros (prefixados) definidos no momento da compra. O pagamento é único e feito na data de vencimento. Por estar vinculado ao IPCA, o título protege o seu dinheiro contra a inflação, garantindo a você o mesmo poder de compra de quando você adquiriu o título.

Outra vantagem do Tesouro IPCA é que ele possui prazos de vencimentos mais longos que os outros, sendo perfeito para um investimento a longo prazo, como a poupança por exemplo.

Em um investimento para aposentadoria, quanto maior o prazo de vencimento do título, melhor será. Além disso, quando o título alcançar a data de vencimento, nada o impede de investir em outro título, desta forma, prolongando o período.

Existem títulos públicos também indexados à inflação que pagam os juros a cada seis meses, ao contrário do IPCA Principal, que paga somente no vencimento. Porém, vale ressaltar que o Imposto de Renda é descontado todo o semestre, minimizando os rendimentos. Por conta disso, esse título seria mais viável somente se você já tiver se aposentado e precisar dos juros semestrais.

Vale lembrar que a tributação do Imposto de Renda é maior quando o título é resgatado em datas menores que 2 anos. Após os 2 anos o Imposto de Renda alcança sua menor taxa, de 15% sobre os rendimentos.

Para aplicar no Tesouro Direto, o investidor também precisa pagar uma taxa de custódia de 0,3% ao ano. Além disso, algumas corretoras também cobram uma taxa de administração de até 2% ao ano, enquanto umas não cobram nada. Entre no site oficial do Tesouro Direto e confira o passo a passo para iniciar seus investimentos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *