LCI: O que é?

 

O que é o LCI?

 

LCI ou Letra de Crédito Imobiliário, são títulos de crédito lastrados por créditos imobiliários, eles são garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária da coisa imóvel. Esses recursos são destinados ao financiamento do setor imobiliário.

Ou seja, você empresta dinheiro para a instituição, que é destinado a alguma modalidade de crédito imobiliário, e a instituição firma um “contrato” com você sobre quais serão seus rendimentos no praza determinado.

 

O LCI pode ser prefixado ou pós-fixado:

 

No LCI Prefixado, o investidor fica sabendo no momento da aplicação qual será seu rendimento, independentemente da oscilação do CDI no período.

No LCI Pós-fixado, o investidor receberá um percentual do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) negociado com a instituição que emite o título. O CDI costuma oscilar próximo a taxa SELIC, que é a taxa base da economia. Normalmente, em aplicações de maior prazo, é pago um percentual maior do CDI aos investidores.

 

Tributação

 

A principal vantagem do LCI é a isenção do Imposto de Renda para pessoas físicas. O LCI é uma boa alternativa para investidores de Renda Fixa, pois como dito anteriormente, diferente do CDB e dos títulos públicos, não é cobrado do Imposto de Renda.

 

Riscos

 

Pode-se dizer que o risco do LCI é baixo, pois para investimentos de até R$ 250.000,00 você conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Então caso a instituição “quebre” e não possa te pagar, para investimentos até esse valor você tem a garantia de recebimento. Para quem optar por investir no LCI, uma dica para aplicações acima de R$ 250 mil é aplicar em diferentes instituições, dessa forma o risco é consideravelmente menor.

 

Aplicação mínima

 

Um ponto que pode-se considerar negativo é a valor mínimo necessário para fazer a aplicação. Na Caixa Econômica Federal, por exemplo, a aplicação mínima necessária é de R$ 50.000,00.

 

Prazos

 

É importante ressaltar que o LCI possui um prazo mínimo para fazer o resgate, por exemplo, se você investir no LCI da Caixa, o prazo mínimo que você terá será de 60 dias. Logo, não seria um bom investimento para prazos curtos, pois há o problema da liquidez, onde caso o título seja resgatado no prazo inferior ao contratado, você perde parte do seu dinheiro.

 

Vale a pena investir no LCI?

 

Depende do percentual do CDI que você consegue no CDB e do percentual do CDI que você consegue no LCI. Outro ponto a ser considerado é o prazo do investimento, pois o imposto pago no CDB e títulos públicos acaba influenciando no rendimento final.

 

Características do LCI

 

  • Sem Incidência do IR: A principal vantagem do LCI é a não incidência do Imposto e Renda para pessoas físicas.
  • Baixo Risco: Por ser garantido pelo FGC investimentos de até R$ 250.000,00, é considerado um investimento de baixo risco, assim como o CDB.
  • Aplicação Mínima Elevada: A aplicação mínima do LCI é considerada alta, com investimentos a partir de R$ 50.000,00 na Caixa.
  • Restrições de Liquidez: Para investimentos de emergência não é aconselhável, pois o prazo mínimo na caixa é de 60 dias após a aplicação.

 

Para comparar qual investimento rende mais, é aconselhável que você compare com a taxa bruta do rendimento em relação ao CDI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *